La Excuela Ocupar la Política

Octubre 2, 2020. Por Ocupar La Política

Rodas de conversa online

Você sabe o que são rodas de conversa? São encontros coletivos, reuniões, para que você apresente sua trajetória, promova reflexões, divida seus valores e visões de mundo, converse sobre o seu projeto político e engaje outras pessoas que se identifiquem com você para que elas façam parte desse processo também, criando, assim, um espaço de troca! 

Em um mundo sem Coronavírus e pandemia, esses encontros costumavam  ser jantares na casa de  apoiadoras,  cafés da manhã ou até  mesmo  churrascos. A boa notícia é que esse formato e ambiente podem variar muito, inclusive agora, para o digital. Vamos te dar dicas para apostar nesses encontros e ampliar a sua rede de apoiadores usando a internet. Bora lá?

Mãos a obra 

As principais opções aqui são reuniões online e lives! Para isso, existem várias ferramentas: o Zoom, o Google Meets e até mesmo o Instagram, o Facebook e o Youtube. A principal diferença dessas ferramentas é que se você quiser fazer uma roda de conversa privada, só para alguns convidados específicos, o Zoom e o Google Meets são ideais! Agora, se a intenção é abrir para geral, as redes sociais são as melhores opções.

E como escolher? As reuniões abertas são legais para quando você vai falar para uma audiência maior, por exemplo para todos os seus seguidores! Mas, em uma campanha, quanto mais rápido você estourar a sua bolha e expandir a sua candidatura para outros grupos, melhor. Então, tente participar de lives fora das suas redes sociais. Como no perfil de uma apoiadora que tenha um número significativo de seguidores e tenha uma audiência com potencial de se identificar com o seu projeto. 

As reuniões só para convidados, por outro lado, são perfeitas para voluntárias, por exemplo! Você pode criar um calendário com encontros online para treinar, engajar e motivar sua rede de apoio voluntário daqui até a eleição! Isso é importantíssimo para familiarizá-las com as suas ideias, aproximá-las de você, conversar sobre como rebater críticas, construir argumentos sobre a sua campanha e como distribuir seu material pelas redes sociais de maneira efetiva e muito mais. Quer mais dicas de como fazer uma roda de conversa com voluntárias? Tá na mão uma Videoaula show de bola para te orientar nesse processo: 

Treinamento de voluntárias

As reuniões fechadas também podem servir para você conversar com a sua equipe! Em alguns processos é essencial ter mais de uma mente pensando. Além disso, é muito importante que sua equipe se sinta envolvida com a campanha e se conheça, para que o trabalho flua e seja recompensador! Então, que tal superar a distância e juntar a equipe toda em etapas chave da campanha para rever metas, trocar feedbacks e renovar o pique? 🙂 

A terceira opção para reuniões fechadas é participar de rodas de conversa das suas apoiadoras! Fora do mundo digital, a ideia é que uma apoiadora sua faça um evento, convide os amigos e familiares dela para que você vá lá e fale do seu projeto de campanha e de quem você é! No online a lógica é a mesma! 

Veja com as suas apoiadoras a disponibilidade de elas criarem reuniões online para que você fale com grupos diferentes. Tente manter uma agenda com esses eventos organizados e sempre acontecendo. Quanto mais pessoas te ouvirem, mais longe você chega! 

Nossa última sugestão é que você também crie campanhas nas redes sociais para envolver seus seguidores na dinâmica da criação dessas reuniões online. Por exemplo, que tal separar um dia da semana para que seus seguidores agendem alguns minutos com você numa conversa individual ou com a família deles? Algo mais intimista, bater um papo mesmo. Pode ser 10, 15 ou 20 minutos para cada grupo de amigas ou amigos ou grupo familiar. Temos certeza que eles se sentirão mais próximos e ouvidos por alguém que um dia virá a representá-los. Legal, né? 

O que falar? 

Ligar a câmera do celular e do computador e sair falando não é uma boa opção. Combinado? Independentemente da duração da reunião e da quantidade de convidados, tente fazer um roteiro para não se perder. Não estamos dizendo para que você decore nada! Ninguém quer falar com um robôzinho, rs. Mas que você anote os pontos principais, para que não se perca no raciocínio e se expresse de maneira clara! 

Por exemplo, se a reunião tem 30 minutos, separe 5 para que todos se apresentem brevemente. Então mais 5 minutos para que você agradeça a presença de todos e fale um pouco da sua história, apresente a campanha e o que te motiva. E depois que tal deixar os outros 20 para que as pessoas perguntem e a reunião se torne mais dinâmica? 

Aqui na Im.pulsa, nós temos um roteiro de rodas de conversa para voluntárias, mas que pode ser facilmente adaptado para várias situações. Baixa aqui. (https://impulsa.voto/roteiro-para-encontro-voluntarias/

A dica aqui é que o anfitrião da reunião seja sempre o mediador! Assim, ele pode fazer algumas perguntas iniciais, para aquecer os convidados e também te introduzir e encerrar, para que ninguém perca a hora e você tenha que ser indelicada, caso tenha outra agenda. 

Não é porque é online que é chato! 

Qualquer encontro coletivo ou individual é uma confraternização e um espaço de troca e crescimento pessoal. As pessoas devem ter uma relação de coletividade, parceria e respeito entre si. Portanto, independentemente de como estão os seus ânimos, você precisa garantir que esse encontro seja “alto astral”.

Não chega a ser um show de entretenimento, mas é preciso demonstrar satisfação em falar com aquelas pessoas, ouvi-las com atenção e estar aberta aos comentários delas, mesmo se forem críticas! No fim, temos certeza que será valioso para ambos os lados! 

e-mail

¡Quédate ahí!

Recibe novedades de la escuela OP en tu email